:: ANIMAIS::


Quem deseja viajar de avião ou de ônibus na companhia do bicho de estimação precisa providenciar uma série de documentos e cuidados com a saúde dele. São exigências do Ministério da Agricultura e Abastecimento.
Viaje acompanhado de seu animal de estimação ou deixe-o em segurança seguindo algumas dicas:

Pelo Brasil
O Ministério da Agricultura e Abastecimento exige o Guia de Trânsito Animal (GTA) em viagens pelo território nacional. Para obtê-lo, animais até quatro meses precisam de um atestado de saúde emitido por um veterinário credenciado (a lista dos veterinários credenciados pode ser obtida no Ministério da Agricultura) e os com mais de quatro meses devem tomar a vacina anti-rábica e a tríplice pelo menos 30 dias antes de tirarem o GTA. O atestado do veterinário tem que conter os tipos de vacina, o nome do laboratório, a data, a identificação do animal e o número de partida de cada vacina. O GTA é fornecido gratuitamente pelo Ministério da Agricultura e é válido por três dias.

Para o exterior
Animais que viajam para o exterior precisam do Certificado Zoosanitário Internacional (CZI), também obtido gratuitamente no Departamento de Sanidade Animal do Ministério da Agricultura e Abastecimento. O CZI é liberado na hora e é válido por oito dias - ou seja, quem vai passar mais de uma semana fora precisa tirar outro certificado na volta. No caso de aves da fauna brasileira, além do atestado de saúde emitido poe um veterinário, é necessário uma autorização de viagem do Ibama.
No caso de viagens para fora do país, é essencial checar com o consulado do país de destino se o animal doméstico precisa do visto consular ou alguma outra documentação para não ser barrado na chegada. Além dos documentos exigidos pelo Ministério da Agricultura, as companhias aéreas e de ônibus têm suas regras específicas e cobram tarifas para o transporte de animais domésticos. Portanto, ligue e se informe para não ter surpresas na hora de partir.
Telefones e endereços do Ministério da Agricultura e Abastecimento em http://www.agricultura.gov.br.

Obs:
Apenas alguns hotéis no Brasil recebem hóspedes com animais. Entre os que aceitam, a maioria pede que cachorros, por exemplo, fiquem no quarto com o dono.